Portal Garagem – Em breve

Florianópolis- O meio rural catarinense está cada vez mais conectado. Santa Catarina tem projeto pioneiro para levar internet e telefonia móvel para municípios com carência em infraestrutura de comunicação básica. Em fase final de instalação, o Projeto Piloto em Comunidades Rurais Digitais atenderá 11 cidades com a instalação de antenas repetidoras de sinal de internet e telefonia. A ação, executada pela Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, conta com investimentos de R$ 5,5 milhões do Programa SC Rural.

Pinheiro Preto, Ipuaçu, Catanduvas, Bom Retiro, Major Vieira, Trombudo Central, Botuverá, Bocaina do Sul, Pedras Grandes, Tigrinhos e Anitápolis são os municípios beneficiados. Em alguns casos, as torres repetidoras de sinal são totalmente alimentadas por energia solar, gerada por painéis e kits de bateria.

O gerente de Tecnologia da Informação da Secretaria de Estado da Agricultura, Fabio Luiz Ferri, e o consultor técnico Marcos Vinicius Vanzin visitaram nesta semana os municípios atendidos para verificar as estruturas de telecomunicações, qualidade dos sinais de transmissão entre as torres e a configuração dos sistemas de cadastramento dos usuários e gestão dos conteúdos. Durante 24 meses, os custos de implantação, manutenção, operação e gestão ficarão a cargo da Secretaria da Agricultura e da Pesca. Após esse período, o município será responsável pelos custos.

O secretário da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, explica que, com a internet e telefonia, muitos serviços poderão ser oferecidos para o cidadão, como comércio eletrônico, ensino à distância e turismo rural. Ambas ainda oferecem a oportunidade de inclusão digital e inclusão social às comunidades rurais. “O interior tem a mesma necessidade de se comunicar que as cidades. Hoje não se tem desenvolvimento sem infraestrutura. O telefone e a internet são ferramentas que precisam estar na mão do cidadão, onde ele morar”, ressalta. (Fonte: Ass.Com.)