Produção da indústria e comércio perdem com feriados, mas turismo ganha

0
234
Portal Garagem – Em breve

Os feriados programados para 2017, que propiciam os tão aguardados feriadões, iniciam neste mês de abril, com a chegada das comemorações de Tiradentes, na sexta-feira, dia 21. Os feriados de Carnaval e Páscoa, que proporcionaram alguns dias de descanso para a maioria dos trabalhadores, não são considerados por já estarem no calendário como feriados tradicionais.

Ainda no último ano, o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão divulgou a lista dos dias de feriado nacional e ponto facultativo em 2017. No total, são nove feriados nacionais e cinco pontos facultativos.

Um estudo divulgado pelo Ministério do Turismo considera que a economia brasileira perderá receita com os efeitos dos feriados deste ano sobre a produção da indústria e o comércio, mas deverá ganhar com a circulação dos turistas. Ainda conforme esse mesmo estudo, há uma estimativa de injeção de R$ 21 bilhões no País por meio de viagens nos fins de semana deste ano, prolongados por feriados às segundas, terças, quintas ou sextas-feiras. Em 22 dias de folga contados pela pasta, a previsão é de que serão feitas 10,5 milhões de viagens.

Na avaliação do Ministério, as viagens e o consumo nos dias de folga vão gerar renda e emprego. E, de acordo com o Conselho Empresarial de Hospitalidade e Turismo da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o setor impulsionará outras 52 áreas da atividade econômica, direta ou indiretamente.

O levantamento foi feito em parceria com a Fundação Getúlio Vargas e considera os feriados de 21 de abril (Tiradentes, sexta-feira), 1º de maio (Dia do Trabalho, segunda-feira), 15 de junho (Corpus Christi, quinta-feira), 7 de setembro (Independência do Brasil, quinta-feira), 12 de outubro (Dia de Nossa Senhora Aparecida, quinta-feira) e 2 de novembro (Finados, quinta-feira). O Carnaval, a Semana Santa, o Natal e o R éveillon foram desconsiderados porque, em geral, ocorrem em fins de semana prolongados  já tradicionais no calendário.