Portal Garagem – Em breve

Florianópolis- Nesta quinta-feira (23), o Núcleo de Inovação Tecnológica para Agricultura Familiar (NITA) reúne representantes do setor produtivo e startups para levantar as demandas do agronegócio catarinense e as soluções tecnológicas já disponíveis. O evento contará com a presença do coordenador setorial para Desenvolvimento Sustentável do Banco Mundial, Paul Procee, e acontece às 8h30 no Laboratório de Inovação da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável.

O agronegócio está no radar das startups catarinenses. Em Santa Catarina as startups estão migrando para o meio rural em busca de soluções para aumentar a competitividade da agricultura familiar. A aproximação desses dois setores tão diferentes é missão Núcleo de Inovação Tecnológica para Agricultura Familiar (NITA), que realiza um encontro entre empresas de tecnologia e representantes das cadeias produtivas nesta quinta-feira (23), em Florianópolis. A reunião, que contará com a presença do coordenador setorial para Desenvolvimento Sustentável do Banco Mundial, Paul Procee, acontece às 8h30 no Laboratório de Inovação da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável.

O objetivo do encontro é apresentar os resultados obtidos no primeiro ano de funcionamento do NITA, ouvir as demandas do agronegócio e mostrar as tecnologias já existentes no mercado voltadas para o setor.

Atualmente o NITA conta com 34 empresas cadastradas, que já fazem negócios com agricultores e empresas catarinenses, além de algumas parcerias internacionais. Nesse primeiro momento, apenas empresas catarinenses podem se cadastrar no site, porém as soluções tecnológicas estão disponíveis para todo país.

 O que é o NITA?

O Núcleo de Inovação Tecnológica para Agricultura Familiar (NITA) funciona como um elo entre startups, pequenas e médias empresas desenvolvedoras de inovações e as cadeias produtivas organizadas dos agricultores. O Banco Mundial é o grande apoiador desse projeto e Santa Catarina representa a América Latina numa lista de oito iniciativas como essa ao redor do mundo.

Parceiros

Sob coordenação da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, o NITA reúne diversas entidades de Santa Catarina, entre elas Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae),  Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), Associação Polo Tecnológico do Oeste Catarinense (Deatec), Associação Catarinense de Fundações Educacionais(Acafe), Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi) e Universidade Católica de Santa Catarina. (MB Comunicação)

 

Foto: DC