Portal Garagem – Em breve

Xanxerê- Uma ótima notícia para os pacientes do Hospital Regional São Paulo, de Xanxerê, foi confirmada na tarde da quarta-feira (13). Uma emenda individual do deputado Federal Valdir Colatto, no valor de R$ 936 mil, foi cadastrada junto à Secretaria de Estado da Saúde, e será utilizada exclusivamente para o pagamento de plantões médicos na UTI Geral e UTI Neonatal do HRSP. Conforme a direção da entidade, o valor viabilizará o pagamento de honorários médicos para os dois setores por pelo menos cinco meses.

“É um recurso muito importante para o dia a dia do hospital, principalmente para o custeio das atividades, garantindo os plantões médicos por mais de cinco meses nas nossas Unidades de Terapia Intensiva. Colatto tem se mostrado sensível à situação financeira em que se encontram os hospitais, principalmente no nosso caso, em que atendemos 97% dos pacientes SUS, e que os recursos que o SUS nos repassa não são suficientes para cobrir os custos”, explica o diretor administrativo do HRSP, Fábio Lunkes.

Essa foi a primeira emenda individual utilizada para o custeio de honorários médicos. Até 2017, esse tipo de destinação não era permitida, pois as emendas eram utilizadas exclusivamente para a compra de equipamentos. “Estamos muito contentes com o apoio do deputado Colatto e o carinho dele com toda a população do Oeste, uma vez que atendemos pacientes do Meio Oeste do estado até a divisa com a Argentina. Só temos a agradecer todo o esforço e empenho do parlamentar em conseguir esses recursos”, complementa Lunkes.

A expectativa da direção é que o valor seja repassado à instituição no próximo mês. O recurso já foi creditado pelo Governo Federal para a conta da Secretaria de Estado da Saúde, que aguarda agora a tramitação burocrática para fazer o repasse da emenda. “Ontem nós conseguimos finalizar o cadastramento da proposta junto à Secretaria Estadual de Saúde, com toda a documentação, e estamos apenas no aguardo da assinatura do convênio, que provavelmente deve ocorrer em outubro, juntamente com a liberação dos recursos”.

 

 

 

 

 

Deixe um comentário