Portal Garagem – Em breve

Xanxerê- A partir do mês de dezembro, amigos e familiares de pacientes internados no Hospital Regional São Paulo (HRSP) contarão com mais um horário de visitas. Com o intuito de facilitar o acesso de pessoas que trabalham durante o dia, e proporcionar bem-estar e humanização aos pacientes hospitalizados, a direção aprovou a inclusão de um horário noturno para visitas.  A medida passa a valer a partir do dia 1º de dezembro, das 18h30min às 19h30min.

O novo horário será para visitas na enfermaria do Sistema Único de Saúde (SUS). Já os horários das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) Geral e Neonatal permanecem os mesmos. Com a inclusão do novo horário, passam a ser permitidas visitas aos setores de internação nos três turnos do dia, sendo: pela manhã, das 9h às 10h; a tarde, das 15h às 16h; e noite, das 18h30min às 19h30min.

De acordo com a gerente de atendimento, Fabíula Cichelero, a decisão de ter mais um horário para visitas foi tomada juntamente com o Grupo de Humanização, buscando humanizar ainda mais o atendimento tanto com os pacientes quanto com seus familiares. “O horário noturno vai facilitar para a comunidade, para que pessoas que são de fora e tem parentes internados no HRSP possam se organizar para fazer essa visita. Muitas vezes o familiar não consegue vir em horário comercial e essa vai ser uma alternativa, porque sempre tivemos essa procura por um horário de visitas que fosse fora do horário de trabalho das pessoas”, comenta.

Ainda segundo a gerente, a tendência é que o fluxo de visitas continue o mesmo durante o dia, sendo incrementado pelas visitas no horário noturno, já que normalmente as famílias e amigos se mobilizam para visitar quem está hospitalizado.  Os horários de visita são disponibilizados todos os dias da semana. É permitida a entrada no hospital de duas pessoas visitantes por paciente em cada horário, sendo liberado um visitante por vez.

 

É proibido aos visitantes:

  • É proibida a entrada de crianças menores de 12 anos, salvo com autorização dos serviços de enfermagem, assistência social e/ou psicologia do hospital;
  • Entrar ou permanecer no hospital vestindo minissaias, camisetas regatas, shorts, miniblusas, blusas decotadas e roupas transparentes; evite também usar salto alto;
  • Entrar ou permanecer no hospital sob a influência de álcool ou substância psicotrópicas;
  • Trazer e consumir alimentos não fornecidos pelo hospital, sem orientação médica ou nutricional;
  • Trazer flores para o paciente;
  • Visitar outros pacientes e/ou permanecer no corredor;
  • Fumar no complexo hospitalar (Lei Federal n.º 9.294/96);
  • Tomar chimarrão;
  • Sentar ou deitar nas camas livres; em bidês, escadas, mesas ou qualquer outro móvel que não tenha esta finalidade;
  • Manusear equipamentos e medicamentos como soro, oxigênio, sondas, curativos e outros;
  • Falar alto;
  • Desrespeitar funcionários e terceiros;
  • Retirar qualquer objeto de propriedade do hospital, inclusive rouparia.