Portal Garagem – Em breve

Chapecó- O Natal é o período de maior movimentação econômica no comércio em geral. Para avaliar como está essa tendência, uma pesquisa de intenção de compras para este período foi realizada em Chapecó, numa ação conjunta do Sindicato do Comércio (Sicom) e da Federação do Comércio de Santa Catarina (Fecomércio). Também ocorreu, a cargo da federação, nas cidades de Blumenau, Criciúma, Florianópolis, Itajaí, Joinville e Lages, com entrevistas de 2.109 pessoas, no período de 17 a 24 de novembro.

Conforme dados do levantamento, o gasto médio no Estado será de R$ 486,80, valor acima ao do ano passado, que foi de R$ 459,78. Em Chapecó, o valor a ser destinado para a compra dos presentes de Natal também aumentou, de R$ 372,70 em 2017 para R$ 392,78 previstos para este ano.

Em Chapecó, segundo dados divulgados pela Divisão de Pesquisa e Estatística do Sindicato do Comércio, 40,8% dos consumidores apresentam preferência em presentear com vestuário e 29,3% devem optar por brinquedos. Os chapecoenses pretendem presentear primeiramente seus filhos (42,5%), depois os pais (21,2%) e seus cônjuges (8,8%). Quanto ao local onde as compras serão realizadas, 76,1% indicaram o comércio de rua, seguindo-se a opção do shopping, por indicação de 13,7% dos entrevistados.

Como para o empresário é importante saber que tipo de ações do comércio o consumidor irá valorizar no Natal, a pesquisa também levantou tendências. Destacaram-se em Chapecó a preocupação com o preço (39%), com a qualidade (35%) e com o bom atendimento (17%). Já em relação à forma de pagamento, 70,6% dos chapecoenses optarão por quitar em dinheiro à vista. Em seguida vêm o pagamento parcelado no cartão de crédito, em 12,4%, e à vista no cartão de débito, em 7,5%.

Situação financeira e décimo-terceiro

Sobre a situação financeira atual, 43,5% dos chapecoenses entrevistados responderam que, comparada ao mesmo período do ano anterior, melhorou, enquanto 36,1% disseram que permanece igual. A preocupação com o preço que será pago pelos presentes é apontada na pesquisa, pois a grande maioria dos chapecoenses – 71,9% – irá realizar levantamento prévio para ver o custo.

A pesquisa também teve como objetivo compreender se os consumidores terão o décimo-terceiro salário em dezembro e qual a destinação deste acréscimo no salário. Do levantamento, 59,8% dos chapecoenses informaram que recebem o décimo-terceiro e que a prioridade é o pagamento de dívidas (39,3%). (Fonte: Extra Comunica)

Deixe um comentário