Portal Garagem – Em breve

Florianópolis – A inauguração de uma nova sede para o Consórcio de Informática na Gestão Pública (CIGA) marca uma nova fase de prestação de serviços em tecnologia da informação, não só para órgãos públicos de municípios em SC como em outros pelo Brasil. Em 11 anos celebrados neste mês de novembro, em ato festivo na última semana (quinta-feira- 29/11), o CIGA entregou a sua equipe técnica e operacional um novo espaço de trabalho – ampliado e moderno – e uma oportunidade para que os prefeitos e gestores públicos se reúnam e tratem de temas do ecossistema de tecnologia. “Os municípios consorciados tem economizado muito em recursos financeiros graças ao trabalho desenvolvido pelo CIGA. Estamos reunidos em consórcio para buscar soluções frente às demandas da sociedade. Usando tecnologia alcançamos resultados cada vez melhores”, destaca o presidente Moisés Diersmann, prefeito de Luzerna, ao destacar a aquisição do espaço com recursos próprios do CIGA.

O CIGA é o maior consórcio público de soluções em tecnologia da informação do Brasil, em número de municípios.

A nova sede ocupa todo o primeiro andar do Centro Executivo Imperatriz, no bairro Canto, região continental de Florianópolis, mesmo prédio comercial onde se localiza o Sistema Fecam. Tem área de 470 metros quadrados, maior que o dobro da utilizada anteriormente. O investimento total com recursos próprios foi de R$ 2 milhões 941 mil, incluindo as adaptações (mobiliário e equipamentos).

O CIGA é um consórcio público, criado pela Federação Catarinense de Municípios (Fecam), a partir da Lei 11. 107/2005, fundado em 2007, com propósito de desenvolver soluções e oferecer os serviços de tecnologia da informação para a gestão pública. Oferece soluções em nuvem que chegam a gerar economia de 98% aos municípios.

A presidente em exercício da Fecam, prefeita de São Cristóvão do Sul, Sisi Blind, lembrou que o CIGA permitiu que os municípios se reinventassem. “O CIGA é responsável por fazer com que nós, gestores, possamos fazer mais com menos. A sede representa muito mais do que as paredes, as divisórias de vidro. Representa as pessoas que vão receber um melhor atendimento e soluções para resolver as demandas do dia a dia com mais qualidade e rapidez”.

O prefeito de Lebon Régis, Douglas Fernando Mello, foi o responsável por iniciar o processo de compra da nova sede quando presidiu o CIGA, na gestão anterior. “Buscamos um local amplo e que pudéssemos contemplar um conceito inovador e alinhado ao propósito do CIGA, tornar as cidades mais inteligentes e sustentáveis”, justificou.

O vice-presidente do CIGA e prefeito de São Martinho, Robson Jean Back, destacou que, com a ampliação do espaço, será possível atender a mais municípios e ampliar o leque de produtos. “Estamos em momento de transformação nas gestões públicas, precisamos investir em tecnologia para dar o atendimento rápido, eficiente e econômico para a população”, completou.

O diretor executivo do Consórcio, Gilsoni Lunardi Albino, comentou que o CIGA é um hub de soluções tecnológicas. Com seus produtos – programas/softwares –  trabalha em conjunto com as associações microrregionais. Com elas faz o atendimento em primeiro nível, propaga a ideia de uso do serviço tecnológico, bem como a troca de informações para novas demandas que podem ser atendidas.

CIGA integra o Pacto pela Inovação

O CIGA participa do movimento Pacto pela Inovação, cujo propósito é elevar o status de SC  em um dos estados mais inovadores do mundo nos próximos dez anos.  O coordenador do Pacto pela Inovação, Jean Vogel, participou da celebração do novo espaço e dos 11 anos do Consórcio Público. Destacou que o CIGA, juntamente com todas as pactuadas em SC (mais de 40 entidades) faz o processo agregador no ecossistema tecnológico no Estado. “O CIGA é primordial nesse processo. Uma instituição que gera economia e eficiência ao consorciado e nos dá a visão de futuro de que vamos conseguir atingir nosso objetivo”, comentou Vogel.

Números

O CIGA atende 316 municípios, sendo 291 em Santa Catarina e 25 em outros estados do país. Oferece, atualmente, oito sistemas (G-DEC, DOM/SC, G-Nota, G-CIM, G-Simples, G- Câmara, G- Obras e SINFAT) que proporcionam mais eficiência, redução de custos nas administrações públicas, soluções tecnológicas para a gestão e transparência dos processos aos serviços municipais. São cerca de 9 mil usuários dos municípios administrando as ferramentas, atendendo população de aproximadamente 16 milhões de habitantes.

Deixe um comentário