Portal Garagem – Em breve

A evolução tecnológica é um dos fatores que mais contribui para o fenômeno da globalização, facilitando as relações comerciais, profissionais e até mesmo de lazer. E para poder se destacar neste mundo altamente globalizado, saber outro idioma é fundamental.

Falar inglês é uma das necessidades básicas de quem quer ganhar o mundo e candidatar-se a uma vaga no tão sonhado emprego. Na sequência, o espanhol vem ganhando seu espaço, tornando-se a terceira língua mais falada comercialmente no mundo.

Tudo isso sem contar a possibilidade de você morar em outro país, viajar sem problemas com a língua e realizar cursos mais especializados e reconhecidos mundialmente.

Algumas pessoas podem começar o aprendizado de outro idioma ainda na infância, outras, por algum motivo, começam na juventude ou no início da fase adulta, e nestes casos, muitas são as opções para recuperar o tempo perdido.

Para atender essa demanda a KNN Idiomas proporciona o curso intensivo, onde em apenas um mês os alunos podem aprender ou aprimorar o conhecimento de Inglês.

Neste mês de janeiro, duas turmas estão realizando o aprendizado de forma intensiva, com alunos que possuem o mesmo objetivo: ganhar o mundo.

A aluna Eduarda Pelepenko Schina, já iniciou o curso na modalidade intensiva, mesmo já tendo a experiência de oito anos no idioma. Duda, como é carinhosamente chamada pelos amigos, tem urgência em terminar o curso de inglês para fazer um intercâmbio na sua área de atuação profissional. “Fiz oito anos de inglês em outra instituição e eu quero terminar ainda em 2019, então o intensivo foi a melhor opção. Além do tempo, eu acho que dessa forma vou aprender mais fácil. Assim, termino o inglês junto com o curso técnico em alimentos no Instituto Federal e pretendo fazer um intercâmbio na Europa. Eu preciso do idioma para ser aprovada em uma matéria”.

Gustavo Alexander de Oliveira Otowicz traçou metas bem específicas para o aprendizado de outros idiomas. Gustavo é filho de professores e quer agilizar o aprendizado do inglês e espanhol para se tornar um chef de cozinha. “O tempo de ensino normal já é menor na KNN, mas eu quero terminar até o meio do ano o inglês e começar o espanhol. Minhas metas são pessoais e profissionais. Quero aprender, porque sou filho de professores, minha mãe era professora de espanhol e eu quero utilizar este conhecimento e ser chef de cozinha internacional, trabalhando em cruzeiros e o requisito é falar, no mínimo, três idiomas. Depois pretendo aprender outros idiomas, além do inglês e espanhol”.

O professor Roberto Benites Lopes, conhecido como Cuba, por ser natural daquele país, falou do empenho da turma. “O intensivo exige dos alunos uma dedicação muito maior, mas será recompensada, porque o aluno aproveita as férias, mas termina em bem menos tempo. Essa turma promete. Temos uma aluna com oito anos de experiência, uma aluna que é professora de física e está fazendo doutorado, e mais um que quer atuar na área de culinária, eles estão bem empenhados, tem metas muito bem definidas e eu acredito que esse curso vai fazer a diferença na vida deles”.

Deixe um comentário