Portal Garagem – Em breve

Xanxerê – A semana começou sob efeitos de uma fake News ou boatos que podem causar impactos sérios na economia do município: a saída da empresa Flex do município.

O assunto foi levado à tona na sessão da Câmara de Vereadores de segunda-feira (11) pelo vereador Wilson Martins do Santos que fez uma postagem em sua rede social mencionando que a empresa tem o dever de se manter no município, pois ganhou incentivos para se instalar na cidade. Martins reforça que a saída da empresa deixaria muitos profissionais sem emprego e geraria um impacto na economia do município “Torcemos que realmente seja om boato a saída da Flex do município de Xanxerê, que garantiria a permanência do emprego de muitos xanxerenses. Além do mais, a empresa ganhou incentivos do município e tem o dever de manter suas atividades no município”.

O diretor de Marketing da Flex, José Eduardo Vaz Guimarães, deu uma entrevista na Rádio Princesa na manhã desta terça-feira (12) desmentindo os boatos e questionando a informação passada pelo vereador. Guimarães disse que estranhou a posição do vereador, uma vez que a empresa realizou investimentos em 2018 para a manutenção da Flex no município. “Não sei de onde o vereador tirou essa informação, me causou estranheza, nós contratamos em 2018 348 pessoas, temos um polo e educação a distância que a gente forma os nossos funcionários, estendemos aos familiares dos funcionários essa concessão, nós víamos para ficar”.

Na entrevista o diretor pediu uma retratação por parte do vereador, pois não conhece a fonte usada pelo legislador. “Eu pediria que depois o vereador se retratasse. Não sei qual foi a fonte que ele recebeu essa informação, para cada salário pago pela Flex para a economia xanxerense tem um impacto de quatro e 72% do nosso público são mulheres, então a gente tem muita seriedade quando a gente toma uma decisão”.

Ouça na íntegra a entrevista concedida à Rádio Princesa.