Índice de Confiança do Consumidor Chapecoense reduz 7,97% em março

0
88
Portal Garagem – Em breve

Chapecó – O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) chapecoense reduziu neste mês de março 7,97%, ao passar de 104,18 pontos em fevereiro para 95,88 pontos em março. Esses dados fazem parte da pesquisa do ICC, feita em conjunto pelo Sindicato do Comércio da Região, através da sua Divisão de Pesquisa e Estatística (Sicom Pesquisas) e da Unochapecó, por meio do curso de Ciências Econômicas. Realizada entre os dias 13 a 25 de fevereiro, a amostra foi composta por 125 mulheres e 122 homens de diversas faixas etárias e classes de renda.

 A redução do índice foi puxada pela confiança da população com idade entre os 45 e 65 anos (10,56%), por mulheres (10,47%) e por pessoas com renda entre R$ 1,5 mil a R$ 3 mil (9,53%). A única categoria que apresentou aumento na confiança foi à com pessoas de idade superior aos 65 anos (1,39%).

Diminuem desempenho dos Subíndices

O levantamento também indica redução nos resultados quanto ao Índice de Condições Econômicas (ICE), ao Índice de Expectativas de Consumo (IEC) e ao Índice de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (IEIC). O Índice de Condições Econômicas (ICE), apresenta redução de 10,52%, atingindo 78,00pontos, ante 87,17 de fevereiro, quando o acréscimo foi de 4,02%. A pesquisa indica ainda que, os consumidores, independente da categoria analisada, avaliaram suas finanças e a conjuntura do país, em relação aos últimos 12 meses, com certo pessimismo.

Já a baixa no Índice de Expectativas de Consumo (IEC) foi de 6,78%, totalizando 106,86 pontos, enquanto em fevereiro esses números foram de alta de 0,70% e de 114,63 pontos. Os consumidores com expectativa financeira positiva maior são as pessoas com idade acima de 65 anos (7,69%) e aqueles com renda superior aos R$ 3 mil (3,60%).

Outro índice analisado foi o do Endividamento e Inadimplência do Consumidor, que permite sondar o nível de obrigações a pagar ou em atraso que o consumidor possa ter. Neste mês, o Índice de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (IEIC) apresentou redução de 2,88%. Em fevereiro esse índice representava 144,79 pontos e agora em março caiu para 140,63 pontos.

Entre os consumidores entrevistados, 66,4% destacaram alguma obrigação a pagar, como o cartão de crédito (59,14%), crediário em lojas (49,39%) e o financiamento de carro/moto (17,68%). O percentual de consumidores que disseram estar inadimplentes apresentou uma leve redução em março. Em fevereiro, o percentual de pessoas inadimplentes era de 11,3% ao passo que em março esse percentual caiu para 10,5% dos entrevistados.

EXTRA COMUNICA