Ferramentas de Gestão Empresarial no Excel

Xanxerê- A Páscoa está chegando, a decoração das lojas e as gôndolas dos supermercados remetem ao consumo de chocolate e, claro, é o que a maioria das pessoas deseja e deve fazer no próximo domingo, junto de seus familiares. Mas, e quem possui restrições alimentares, como será?

A xanxerense Larissa Damian Trevisan, proprietária da empresa LaEmília Cozinha Funcional, encontrou uma alternativa que atende quem busca uma alimentação mais saudável. O produto é um bolinho de cacau assado diretamente na casca do ovo. “É uma ideia diferente para quem tem restrições alimentares, ou mesmo para quem quer uma lembrança de Páscoa original e saudável para os pequenos e para os adultos. A procura está bem interessante, as pessoas gostaram da ideia e está dando super certo!”, considera ela.Larissa explica que sempre busca aperfeiçoamento através de cursos na área de alimentação funcional, sem glúten e sem leite. “Os bolinhos não têm trigo, consequentemente, não têm glúten, não têm leite. São utilizados ingredientes de extrema qualidade e que são mais saudáveis como a farinha de amêndoas, farinha de arroz integral, óleo de coco e cacau 100%. Vale ressaltar que os bolinhos são produzidos na casquinha do ovo, de forma totalmente segura, com higienização feita de maneira correta”.

Sobre o sabor, a empresária assegura, “os bolinhos sem glúten e sem leite não têm diferença nenhuma em relação aos bolos com glúten. Não perde em nada no sabor, inclusive pelo uso de ingredientes de qualidade, o sabor é ainda mais acentuado, com um delicioso gosto de chocolate, bem macio”.

O custo é um pouco mais elevado, comparando com as opções convencionais encontradas no mercado, pois os ingredientes são mais caros e é um produto diferenciado. Entretanto, para quem apresenta algum tipo de restrição alimentar, seja de glúten, leite ou lactose, optar por esse tipo de alimento é essencial, já que essas pessoas não podem ingerir os produtos tradicionais. “E esses produtos são ótimos para quem quer um alimento mais saudável, já que não possuem farinhas brancas e óleos, que fazem mal à saúde. Nosso produto alimenta o corpo e a alma. São alimentos seguros, saudáveis e muito deliciosos”.

Mesmo faltando poucos dias para a Páscoa, Larissa ainda aceita encomendas dos bolinhos até esta quinta-feira, à noite, com entrega para sexta e sábado. Sobre as vendas, a empresária garante que valeu a pena o investimento em novas capacitações. “Como é um produto diferenciado, muitas pessoas se interessaram, principalmente para presentear as crianças. Estão optando mais pelos bolinhos na casca do ovo do que pelo tradicional ovo de chocolate”.