Ferramentas de Gestão Empresarial no Excel

Xaxim- O vereador Gildomar Michelon (PMDB) usou o espaço da tribuna na sessão de terça-feira (29)  para, mais uma vez, solicitar à administração o cumprimento do plano de carreira dos trabalhadores no serviço público municipal, bem como a reposição das perdas referentes aos índices de inflação da última data base de maio de 2017.

O vereador peemedebista justificou que até mesmo o Setor de Controle Interno, em recente reunião no Poder Legislativo, informou que há sobra de receitas no município. Além disso, outro argumento apresentado por Michelon é de que a receita de Xaxim sofreu considerável incremento, conforme o site da Fecam. Segundo ele, o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviço) teve aumento de 30,8% em relação a 2016, em torno de R$3.400.000,00 milhões a mais, o Fundeb também aumentou com repasse de 12,9% a mais em relação a 2016, total de R$ 1,2 milhão a mais. O FPM também cresceu em torno de um milhão e o IPVA- tem um crescimento médio de 15%.

Michelon reforçou que a arrecadação do município está próxima de R$ 7 milhões até o fim de agosto, em relação ao mesmo período do ano passado. “Existem números e possibilidades de pagar as reposições para os servidores e se não houver negociação, os servidores irão ganhar o direito na justiça tendo em vista que tudo está regulamentado em lei”.

Ainda em estado de greve

A presidente do Sindicato dos Servidores públicos da Região de Chapecó, Vânia Barcellos, também usou o espaço da tribuna para informar que os funcionários públicos de Xaxim continuam em estado de greve, em virtude do não pagamento das reposições dos servidores.

Segundo ela, o município está em débito com a Reposição de 3,99% com data-base maio/2017; Reajuste dos professores de 7,64%, que é referente ao reajuste do piso de 2017; Última parcela da defasagem dos servidores de 2016 de 3,47%; Última parcela do reajuste dos professores de 2016 de 4,47%;  Pagamento de aumento de da regência de classe de 2% referente a fevereiro de 2017 e o pagamento de progressões referente ao mês de março de 2017 de 2%; Progressão por tempo de serviço de 1% para todos os servidores que deveria ter sido paga em maio/2017; e Cumprimento da Lei nº 168/2015 que concedeu aumento a Equipe de Enfermagem. O Sindicato realizou assembleia na quarta-feira (30) e decidiu por manter o estado da greve.

Conforme afirmou a presidente, o prefeito Lírio não paga o que é de direito aos servidores por birra, perseguição política e ainda destacou que o chefe do Poder executivo tem perfil autoritário, e aplica a pedagogia do medo nas pessoas. Disse ainda que o prefeito de Xaxim possui o segundo maior salário da região que o Sindicato abrange, e que o mesmo é contraditório, pois ao mesmo tempo em que fala que não tem dinheiro para pagar os servidores, compra um telefone celular que vale mais de quatro mil reais. “Isso para mim é prefeito ostentação”.