Ferramentas de Gestão Empresarial no Excel

Vereador Inácio Luiz Bracht sugere que a partir de 2018 todas as reuniões contem com intérprete para surdos

 

Xaxim- A última reunião ordinária de 2017 da Câmara de Vereadores de Xaxim, realizada na terça-feira (19), contou com interpretação em Libras para às pessoas surdas que estiveram presentes e só puderam compreender o que estava sendo discutido graças a professora Marineiva, que fez a tradução através da língua de sinais. A convite do vereador Inácio Luiz Bracht do PSD a Associação de Surdos estava presente e solicitou que a partir do próximo ano, todas as reuniões do legislativo municipal sejam interpretadas em Libras para que os surdos também tenham entendimento do que é discutido na Casa Legislativa.

Inácio salientou que muito se fala em inclusão social, porém, muitas vezes a inclusão fica somente na teoria e na prática, pouco funciona. O assunto gerou debate entre os vereadores, parabenizando a ideia de Bracht, bem como o trabalho da Associação que atua desde 2015 no município e pela primeira vez, pode acompanhar e entender o que se discutia em uma reunião legislativa.

A vereadora Joseane Sampaio (PMDB), sugeriu que fosse inclusa na indicação, que a Associação faça uma parceria com a administração municipal, para que os atos do Executivo também passem a contar com interpretes de Libras para ampliar a inclusão social.

Professores aprendem a língua de sinais

Na oportunidade, a representante da APP da Escola Cecília Meireles, Roseli Saquet esteve usando o espaço da tribuna e falando em nome da Associação. De acordo com ela, a escola possuí seis crianças surdas e, os professores vendo a necessidade de se comunicar com esses estudantes, montaram um grupo de estudos para aprender Libras.

Embora aprender a língua de sinais seja difícil, Roseli comenta além de estudos diários, a Escola também abre às portas para a Associação, aos sábados a cada 15 dias, buscando aprendizado. A Associação ainda não está formada legalmente, mas, está em busca disso. Atualmente ela conta com 36 membros, dentre eles 12 surdos, das mais variadas idades.

Escola necessita de ampliação

Outro requerimento do vereador Inácio, é que o Poder Executivo, dentro das possibilidades realize a ampliação da Escola do Bairro Primavera, com a construção de quatro novas de salas de aulas. Ao se pronunciar sobre o assunto, a representante da APP, salientou que a demanda de matrículas na Escola está muito grande, quase 600 alunos e que o local, tem a necessidade de construção novos espaços para salas ambientes. De acordo com ela, a área do Cecília Meireles possibilita a ampliação.