Ponte Serrada terá mapeamento de áreas de risco

0
828
Cadastro Foca na Notícia

Técnicos do mapeamento estiveram juntamente com Defesa Civil regional no Gabinete do prefeito Tibe apresentando a formatação do trabalho a ser feito.

Ponte Serrada- Com o objetivo de minimizar os riscos de desastres naturais, a Defesa Civil de Santa Catarina iniciou em vários municípios do Oeste Catarinense, assim como em Ponte Serrada, o trabalho de mapeamento de risco geológico e hidrológico. Os técnicos da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) estão em campo para coletar dados para o trabalho de prevenção. O serviço foi contratado pela Secretaria de Estado da Defesa Civil SC por meio de um convênio com a Companhia.

A boa notícia para o município de Ponte Serrada foi oficializada na segunda-feira (15), através do coordenador Regional da Defesa Civil, Luciano Peri, que esteve acompanhado pela equipe de trabalho no gabinete do prefeito Alceu Alberto Wrubel, Tibe.

O prefeito Tibe comentou da importância desse trabalho para o município: “Nossa cidade em um passado recente teve inundações e deslizamentos de terras onde no morro da Antena até hoje estamos com uma situação a ser resolvida. Para nós este novo estudo de mapeamento proposto servirá como balizamento do que pode ser feito, como por exemplo iremos saber as regiões que podem ou não ter construções naquela localidade e também nos mostrará os cuidados necessários que devemos ter com as possíveis ações do tempo aonde já existem edificações.

O município também se colou disposição juntamente com a Defesa Civil municipal, o setor de engenharia e secretaria de obras. O chefe do executivo ainda ressaltou, que já contratou os serviços através do consórcio CIM Catarina para se ter um detalhamento e um diagnóstico ambiental neste sentindo.

Conforme a Defesa Civil, Santa Catarina será o primeiro estado do Brasil a mapear nos 295 municípios todas as áreas de risco geológico e hidrológico, com foco no planejamento urbano, prevenção e proteção à população. (Ass.Com.)