Palstra Clara Chapecó

Xanxerê – Após uma votação tumultuada e interrompida por várias vezes, os presentes na sessão deixaram as dependências da Câmara com os ânimos exaltados, alguns defendendo a posição dos vereadores que derrubaram o pedido de abertura do processo de cassação do prefeito, outros inconformados com a derrota.

Na rua, em frente a sede do Legislativo, a discussão se tornou mais acirrada, até que um dos manifestantes, Jacir Colello, que é esposo da primeira suplente de vereador do Partido dos Trabalhadores, Katia Colello, trocou agressões verbais com alguns presentes e ameaçou agredir duas mulheres e acabou agredindo fisicamente outro manifestante.

A Polícia Militar  precisou intervir para evitar que houvesse uma briga generalizada, mas como Colello estava visivelmente transtornado, precisou ser contido e algemado.

Na delegacia foi lavrado um Termo Circunstanciado e os brigões foram liberados. Uma guarnição da PM permaneceu na frente da Câmara até que todos fossem embora.