Cadastro Foca na Notícia

Xaxim- Na tarde desta terça-feira, 06, o presidente em exercício da Câmara de Vereadores de Xaxim, Juliano do Prado de Lima, convocou os vereadores xaxinenses para acompanhados do Diretor de Patrimônio do município, Sadi Foppa visitar alguns imóveis públicos e privados a respeito de permutas que o município tem intenção de fazer.

No fim de 2017, a Câmara de Vereadores recebeu dois projetos de Lei Ordinária advindos do Poder Executivo para possíveis permutas de terrenos no município de Xaxim. Um deles, o Projeto de Lei 55/2017, visa permutar o terreno onde atualmente está localizada a Igreja Assembleia de Deus, do Bairro Guarany, com área de 408 metros quadrados, inclusive com construções, com um terreno baldio do município, localizado no Bairro Santa Terezinha com área de 1.173,18 metros quadrados.

Na visita realizada à Igreja Assembleia de Deus, os vereadores foram recebidos pelo Pastor Samuel Lara, que mostrou a estrutura do local. Ele explicou que o espaço não comporta mais o número de fiéis que frequentam a Igreja semanalmente, além disso, as vagas de estacionamento são para poucos veículos. O terreno com o qual poderá ser permutado no Loteamento Ari José Locatelli é maior e não possuí construções, apenas postes de energia elétrica.

A visita foi uma solicitação do vereador do PSB, Juliano do Prado de Lima. Durante reunião ordinária de segunda-feira, 05, Juliano declarou que a visita in loco é importante para que os vereadores confiram os locais e para que haja transparência quando da aprovação dos projetos.

O segundo local visitado foi a área de terreno atrás da Rede Metanóia, antiga Maltaria. O projeto de Lei 56/2017, diz respeito a permuta desse terreno particular com metragem de 580 metros quadrados por três terrenos do município localizado no bairro Sol Nascente, com metragem de 303, 75 metros quadrados cada um.

Conforme explicou o diretor do Patrimônio, a intenção da administração com o terreno próximo a BR é construir um novo terminal rodoviário e onde está localizada atualmente a rodoviária, transformar em um Unidade de Saúde.

Depois de sanadas todas as dúvidas, o projeto deve seguir a discussão nas comissões, seguindo à votação em plenário.