Ferramentas de Gestão Empresarial no Excel

Xanxerê – Na tarde desta sexta-feira (09), no auditório da Associação Empresarial de Xanxerê-Acix, aconteceu o lançamento da 2ª Etapa do Circuito Oeste de Corrida de Rua Cidade do Coração.

A organização e realização da prova será responsabilidade da Associação dos Corredores de Rua de Xanxerê-Acorxan, e terá o apoio, entre outros, da Acix, do Hospital Regional São Paulo, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

A corrida será no dia 04 de março, domingo, às 7h30 da manhã, com um percurso de cinco quilômetros. A largada será no estacionamento do supermercado Badotti, no centro, os atletas passarão por diversas ruas do centro e retronarão estacionamento do supermercado.

O presidente da Acorxan, Walter Ramos, fez a abertura do evento e explicou como será a etapa xanxerense. “É importante a gente entender que os atletas são inscritos de acordo com categorias definidas pela Confederação Brasileira de Atletismo. As pessoas perguntam: ‘mas o atleta chegou lá no meio da corrida e recebeu troféu’, é porque ele pode não ser o primeiro da corrida, mas ser o primeiro da sua categoria. Vamos sediar a 2ª etapa do circuito estadual. A primeira etapa será em São Miguel do Oeste, dia 18 de fevereiro.  Depois teremos Itapiranga, Descanso, e por aí vai até a última etapa, em Xaxim.  No final do circuito, a somatória de todas as provas, os primeiros três colocados nas categorias, tanto masculino e feminino, recebem o troféu e uma premiação em dinheiro. Mas o atleta tem que participar em pelo menos quatro etapas do Circuito”.

Walter ressaltou que, em Xanxerê, haverá provas para adultos e crianças. “Nós faremos a prova que vale para o Circuito, onde poderão se inscrever maiores de quatorze anos, e teremos duas provas infantis, para crianças de cinco a 14 anos de idade. A inscrição terá o custo de R$ 20,00 e as provas infantis serão gratuitas, não haverá cobrança de inscrição. É uma forma de incentivar a criançada a participar do esporte e manter uma vida saudável”.

O diretor administrativo do Hospital Regional São Paulo, Fábio Lunkes, agradeceu a iniciativa e falou da parceria e falou da parceria com a Acorxan. “Só temos a agradecer essa iniciativa da Acorxan que sempre apoia a campanha Xanxerê Cidade do Coração, uma campanha que realizamos junto com a Acix, para levar a toda comunidade principalmente a mensagem da prevenção das doenças cardiovasculares, uma vez que somos referência para todo o grande oeste, de Caçador até perto da fronteira com a Argentina, são aproximadamente 1.3 milhão de habitantes. Então nada mais justo que apoiar todas as iniciativas que levam saúde para a população, porque o que a gente espera no Hospital não é só tratar a população, queremos que a população esteja saudável, e com esse tipo de iniciativa esses objetivos são alcançados”.

O vereador Vilson Piccoli, que foi um dos idealizadores da campanha, quando foi presidente da Acix e hoje ainda atua como coordenador na entidade, falou da importância da corrida para a campanha Cidade do Coração. “É importante, primeiramente, agradecer a todas as empresas e entidades envolvidas, pois é uma forma de mostrar que Xanxerê está envolvida na campanha Cidade do Coração. Vamos receber pessoas de vários municípios e o troféu não vai ter marca de nenhuma entidade, nem Acix, nem Hospital São Paulo, nem Acorxan, porque é uma campanha de Xanxerê, de todos. A campanha não é minha, não é do Hospital, não é da Acix, porque a marca Cidade do Coração é de todos que vivem e gostam de Xanxerê”.

A Acorxan

Walter explicou, ainda, que os atletas da Acorxan têm participado de diversas provas em Santa Catarina e em outros estados, conquistando ótimos resultados. “No ano passado os atletas da Acorxan atingiram a marca de 130 troféus, classificando sempre entre os cinco primeiros lugares”.

Sobre os treinos, Walter destacou que apenas os atletas que já fazem parte da Associação estão treinando, nas ruas, porque desde que roubaram a fiação do estádio não há iluminação para os treinos. “Nós treinávamos no estádio Josué Annoni, mas ano passado roubaram a fiação elétrica e por falta de iluminação, estamos treinando pelas ruas, mas não podemos nos responsabilizar por novos atletas que querem participar, por isso, até a prefeitura repor a iluminação, não estamos recebendo novos atletas”.