Ferramentas de Gestão Empresarial no Excel

Xanxerê – O mês de abril iniciou com mais um aumento nas tarifas pagas pelo contribuinte xanxerense. Desta vez foi o valor do estacionamento rotativo que teve um aumento de cerca de 40%.

O aumento foi autorizado pelo Decreto AM 052/2018 e entra em vigor a partir do dia 05 de abril. A justificativa para o aumento é um reequilíbrio financeiro do contrato de concessão nº 170/2014. Em outras palavras, a empresa DAC Serviços de Estacionamento Ltda. requereu aumento da tarifa alegando a necessidade de uma readequação dos valores para a continuidade do serviço.

O vereador Wilson Martins dos Santos usou a tribuna da Câmara na sessão de segunda-feira (02), quando questionou o aumento e apresentou um requerimento para que o Executivo apresente os critérios para o aumento, uma vez que já houve aumento das tarifas em 2017 e agora chega próximo aos 40%. “Queremos saber qual o critério usado, já que salários e inflação ficaram muito abaixo desse percentual. Não podemos concordar com um aumento deste”.

O secretário Municipal de Administração e Finanças, Jader Danielli, explicou que o aumento era necessário para o equilíbrio das contas da empresa prestadora de serviço. “Nós temos, desde que assumimos, alguns pedidos da empresa de reajuste e reequilíbrio econômico. É previsto em contrato. Ano passado nós demos um reajuste, porque até então não tinha sido reajustado, e agora, nos últimos tempos nós tivemos o pedido de reequilíbrio. Tivemos uma reunião com a empresa, eles nos apresentaram um pedido e eu sei que já existe um protocolo onde eles judicializaram esse pedido, que é de direito, também apresentaram uma planilha de custos e nós avaliamos junto com a equipe técnica”.

De acordo com Danielli, com a informatização do sistema a empresa teve perda nas receitas com o estacionamento. “Quando a empresa começou a trabalhar com o APP, o aplicativo, facilitou muito para a população. Antes nós pagávamos sem utilizar. A gente preenchia um cartão de uma hora e as vezes ficava 15 minutos. A empresa ficava com o valor cheio e as vezes, na mesma vaga, dentro de uma hora, mais dois ou três cartões eram preenchidos. Agora, com o sistema, se você ficar 15 minutos na vaga você só paga 15 minutos, a diferença dos trinta minutos volta de crédito para o usuário do sistema. A população não percebeu que com o sistema antigo era onerada e agora teve um ganho real na utilização. Esse foi um dos critérios que levamos em conta para conceder o aumento”.

Dianielli ainda explicou que os valores foram concedidos após uma avaliação dos municípios que utilizam o sistema. “Nós nos baseamos em outros municípios de portes semelhantes ao nosso, Concórdia, Xaxim, Videira, todos eles têm valores iguais ou superiores ao que nós vamos praticar, mas se as pessoas olharem o quanto elas vão gastar no rotativo, vão ver que não estão sendo oneradas, porque não paga o extra, apenas o que utiliza. Temos que levar em conta a continuidade do serviço, é um sistema que está funcionando, o APP está funcionando, mais barato que o antigo sistema de cartão”.

Confira o decreto.