Ferramentas de Gestão Empresarial no Excel

Xanxerê- O trabalho de controle dos focos do mosquito Aedes Aegypti, causador da Dengue, Chikungunya e Zika vírus, prosseguem em Xanxerê e, segundo o responsável pela Vigilância em Saúde do município, o engenheiro sanitarista Mauro Narciso, antes do início da Festa Estadual do Milho – programada para o período de 28 de abril a 06 de maio, será montado mais um mutirão de combate ao mosquito com estratégias de limpeza, incluindo terrenos baldios. O trabalho deverá contar com o envolvimento de órgãos do Estado, além de escolas do município.

Narciso comemora que o município apresenta baixa na classificação dos municípios do Estado, quanto os números de focos do mosquito. De acordo com ele, no último ano Xanxerê ocupava a segunda colocação e neste ano baixou para o sexto lugar.  Atualmente, o município apresenta um total de 352 focos e nenhum caso das doenças causadas pelo mosquito. Entretanto, recomenda que a população continue colaborando com o controle em suas residências, pois sem esse auxílio as agentes de saúde não conseguirão manter os bons resultados. “Os trabalhos de controle dos domicílios e dos pontos estratégicos continuam, mas precisamos da ajuda da população para evitar os criadouros do mosquito”.

O responsável pelo trabalho ressalta ainda que as pessoas precisam ficar atentas para evitar água parada, lixos e entulhos espalhados em seus terrenos.  Com a chegada do inverno, Narciso diz acreditar que a situação deve ser amenizada, mas recomenda que os cuidados não devem cessar. “Como ainda estamos tendo dias quentes, é comum notarmos a presença dos mosquitos, mas, principalmente, dos pernilongos mais comuns, entretanto, com a chegada da nova estação a tendência é diminuir”.