Ferramentas de Gestão Empresarial no Excel

Xaxim- De janeiro a outubro deste ano, o Governo de Xaxim investiu R$ 618.962,25 na área da Saúde através do Consórcio CIS-AMOSC. No comparativo, durante todo o ano passado foi possível repassar R$ 553.185,99 para essa pasta. O montante, que foi utilizado para garantir que os xaxinenses tenham acesso gratuito a consultas, exames, remédios e cirurgias, evidencia a prioridade do Governo Municipal em cuidar das pessoas e, principalmente, da saúde dos munícipes.

Até aqui, aproximadamente 800 cirurgias foram realizadas sem custos aos pacientes do município e a Farmácia Municipal segue abastecida com ampla lista de medicamentos à disposição dos xaxinenses que passam por consulta na rede particular ou pública de saúde nas Estratégias de Saúde da Família (ESF), Plantão 24h ou mesmo no Hospital Frei Bruno.

De acordo com o secretário Municipal de Saúde, Davi Provenzi Machado, os profissionais das ESFs atuam em conjunto para que todos àqueles que chegam às unidades de saúde possam ser atendidos com qualidade e em curto espaço de tempo. Além disso, o total de médicos, cirurgiões dentistas, enfermeiros, técnicos, entre outros profissionais, está preparado para atender à demanda municipal. Mas, o que preocupa o secretário é o alto número de pacientes faltantes nas consultas médicas.

Conforme Davi, a cada falta de um munícipe outro paciente perde a oportunidade de ser atendido. Para se ter uma ideia do alto índice de faltas, em julho deste ano foram 118 ausências em consultas com clínico geral; 58 na pediatria; 49 na ginecologia; e 41 na enfermagem. Ainda em julho, foram registradas 175 faltas em consultas odontológicas nas ESFs. Em agosto, foram 151 ausências em consultas com clínico geral; 69 na pediatria; 44 na ginecologia; 35 na enfermagem; 194 na odontologia; 38 na fonoaudiologia; além de outros faltantes nas demais especialidades.