consultoria vsd

Plano de ações será discutido conjuntamente no início do segundo semestre

A Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) estabeleceu quatro áreas prioritárias para desenvolvimento: infraestrutura, inovação, internacionalização e inclusão. Em agosto, a diretoria da entidade fará reunião com a vice-Presidência Regional e com os sindicatos patronais filiados para projetar e decidir os investimentos, metodologia esta que contemplará estudo e análise sobre os potenciais, as necessidades e as demandas futuras para a atuação das entidades que compõem a Fiesc no Oeste catarinense.

As informações foram repassadas em videoconferência nesta semana pelo diretor regional do Senai/SC, Fabrizio Machado Pereira, durante reunião da vice-presidência Regional Oeste com os sindicatos patronais da indústria filiados à Fiesc. Também participaram, por videoconferência, o diretor de Educação do Sesi/Senai-SC, Claudemir Bonatto, o diretor de Operações, João Roberto Lorenzett, e o diretor de Saúde e Segurança, Marco Aurélio Prass Goetten.

De acordo com Pereira, nos próximos 40 dias a Fiesc vai estruturar um planejamento de ações e investimentos para o Sesi e Senai, projetar estratégias e desafios para a região. “Faremos isso de maneira conjunta, ouvindo as necessidades do Oeste por meio de reuniões com os representantes da vice-presidência, dos sindicatos e de indústrias. Estamos mantendo um diálogo aberto com as vice-presidências, o que tem proporcionado ações mais assertivas em todas as regiões do Estado”.

O vice-presidente regional, Waldemar Schmitz, destacou que a Fiesc está alinhada com os desafios do Oeste, conhece a região e sabe da importância de investimentos para fortalecer a indústria e melhorar sua competitividade tanto no cenário nacional como internacional. “É importante que os empresários e sindicatos participem dos encontros e tragam as necessidades. Temos uma grande estrutura à disposição, como o Sesi, Senai, IEL, Observatório da Indústria, câmaras setoriais e toda uma equipe preparada para fornecer informações estratégicas e contribuir para a tomada de decisões”.

Na reunião desta semana também foram debatidos assuntos do plano de ação dos sindicatos para 2019. Participaram os dirigentes do Simovale, Sindiplasc, Sicomai, Sinduscon, Sindialimentos, Simmex, Sicec e Simec. Eles apresentaram inovações e iniciativas promovidas para fortalecer os sindicatos e as indústrias filiadas.

A vice-presidência Regional Oeste é composta por 57 municípios, com 618 mil habitantes e 4.807 indústrias que empregam 66.992 trabalhadores. Ocupa a 5ª posição no PIB, com R$ 19,2 bilhões, enquanto a renda per capita, de R$ 31.8756, está na 9ª posição no Estado. A composição do PIB apresenta o setor de Serviços com 60,5% de participação, Indústria com 26,2% e Agropecuária com 13,4%. (MB Comunicação)