Palstra Clara Chapecó

Xanxerê– O Núcleo de Apoio à Vida de Xanxerê (Navix), mantenedor do CVV Nacional (Centro de Valorização da Vida) – Disque 188, que atua na prevenção ao suicídio, necessita de novos voluntários para que o atendimento no município inicie. De acordo com a presidente do Navix e porta voz do CVV, em Xanxerê, Rosane Márcia Mettler, as atividades no município ainda não iniciaram somente por conta dessa falta de voluntários com disponibilidade de horário para fazer o atendimento telefônico.

Rosane lembra que os voluntários, para fazerem o atendimento pelo telefone, precisam ser maiores de 18 anos de idade e também terem passado por treinamento. “Nem todos que passam pelo curso, querem fazer o atendimento, e nós respeitamos essa decisão, de coração, porém, não tenho o número suficiente de pessoas para abrir uma faixa de horário de atendimento e, por isso, o Navix não foi aberto ainda em Xanxerê”, explica.

A presidente convida os interessados para que sejam novos voluntários e ressalta que no mês de março haverá treinamento em Chapecó. “Precisamos de mais voluntários para Xanxerê, no mínimo de dez pessoas para abrir um horário de atendimento, com funcionamento de segunda a segunda, sem intervalo”. Atualmente, o Núcleo conta com seis voluntários para essa função. No total, são quatro horas de trabalho voluntário na semana.

Em Xanxerê, o Núcleo foi criado em novembro de 2018, com objetivo de implantar um posto de atendimento no município, sendo que este estava previsto para iniciar as atividades em setembro do último ano.

Rosana esclarece que o trabalho realizado pelo CVV é sigiloso, de acolhimento e que está disponível 24 horas por dia. Esse trabalho existe há 57 anos, e hoje possui 110 postos instalados em todo o Brasil, com registro de cerca de 12 mil ligações por dia. Ela lembra ainda que quem é de Xanxerê e por acaso ligar no 188, a chance de ser atendido por alguém daqui é de 1%, porque o CVV é nacional, então, as ligações de Xanxerê provavelmente nunca cairão aqui.

Os interessados no trabalho voluntário podem fazer contato com qualquer membro do Navix, ou ainda através da página na internet (https://www.cvv.org.br/), onde pode ser deixado o nome ou mandado e-mail.