Quatro meses de trabalho que mudaram 30 anos de espera

0
79
Ferramentas de Gestão Empresarial no Excel

Primeiras escrituras do Projeto AMAI Regulariza são entregues em Bom Jesus

Bom Jesus – Dia 12 de fevereiro será uma data difícil de esquecer para os moradores do bairro Três Palmeiras em Bom Jesus. Pois nesta manhã receberam as escrituras de seus imóveis.

O bairro é mais antigo que o município de Bom Jesus, pois enquanto ainda era distrito de Xanxerê, moradores já começavam a povoar o local. São 30 anos de história e moradia na informalidade.

Bom Jesus foi o primeiro município a receber o projeto lançado pela Associação em 2019 e que formalizou nesta primeira etapa 29 lotes. Para 2020 são previstos regularizar 129 lotes nos municípios de Vargeão, São Domingos e Passos Maia.

O trabalho da equipe do Projeto AMAI Regulariza tem como base de atuação dois pilares, primeiro a completude onde são levadas em consideração todas as questões em envolvem projetos complexos como os de regularização fundiária, sejam elas questões jurídicas, urbanísticas, ambientais e sociais.

Segundo a celeridade pois, a própria Lei Federal nº 13.465/2017 tem como objetivo desburocratizar e agilizar processos dessa natureza, e acabou tornando-se um importante instrumento para os municípios. Essa junção tornou possível a entrega das escrituras em apenas quatro meses.

“Foi um esforço conjunto de toda equipa da AMAI, que através dos colaboradores Alcemir Rama e Maicon Polese do setor de Topografia, foi possível a execução do projeto em Bom Jesus. Contamos ainda com auxílio da secretaria executiva, Ingrid Piovesan que acompanhou todo processo e da consultora em regularização, Karen Bissani. Ainda se destaca o envolvimento dos servidores municipais e prefeito Rafael Calza, que atuaram juntamente com a AMAI para tornar este dia possível”, comenta o presidente da AMAI, Amelio Remor Junior.

Assista ao depoimento.