Empresário catarinense busca aprovação de um ventilador pulmonar para hospitais com menor custo

0
209
Ferramentas de Gestão Empresarial no Excel

Jaraguá do Sul-SC – A principal preocupação dos gestores públicos com a crise do Coronavírus é a capacidade dos hospitais em receber pacientes nas Unidades de Terapia Intensiva- UTIs, principalmente pela falta de equipamentos.

Para tentar solucionar este problema, um empresário catarinense desenvolveu um ventilador pulmonar com o custo muito mais baixo do que os que estão sendo comercializados atualmente.

Esta é a proposta do empresário Fernando Grim, da Vector CNC de Jaraguá do Sul, que já possui cinco equipamentos prontos e está iniciando a produção de mais 15 máquinas. Os equipamentos foram desenvolvidos com orientação médica quanto aos recursos exigidos pela legislação.

Grim explica que a intensão é produzir uma máquina com baixo custo. “Queremos desenvolver um ventilador que seja barato e que possa ser produzido em quantidades de ao menos 100 peças por semana. Mas com estas peças com um custo menor ainda não temos a precisão necessária”.

Entretanto, o empresário tem encontrado dificuldades para encontrar componentes para os equipamentos, uma vez que está utilizando atuadores e sensores industriais, de maior custo e maior precisão. “Nosso objetivo é conseguir viabilizar a produção de 1 mil peças em 30 dias, mas temos que saber se isso é possível com estas partes para a área industrial, por isso estamos buscando contatos para o fornecimento destas partes”.

Na terça-feira (31) a empresa SLS Hospitalar, que faz manutenção dos respiradores instalados em hospitais de SC, fará a calibração do equipamento no Senai de Joinville.

Na quarta-feira (01) o equipamento será entregue na Universidade de São Paulo-USP, para testes em porcos, pois é o animal oferece resultados mais próximos de humanos. Após essas validações um hospital da Grande Florianópolis solicitou o equipamento para ser utilizado em um paciente.

Atualmente o mercado oferece um ventilador pulmonar por valores entre R$ 50 mil e R$ 300 Mil. Fernando garante que o equipamento que ele produz terá um custo de pouco mais de R$ 15 Mil.

Para doações e encomendas a empresa pode ser contatada pelos telefones (47) 3374-2144, (47) 9215-5998 e (47) 9125-2116, ou pelo e-mail: vetorcnc@vetorcnc.com.