Empresários xanxerenses buscam apoio para retomada do comércio

0
296
Juliano Marció - Presidente CDL Xanxerê
consultoria vsd

Xanxerê – Na sessão da Câmara de Vereadores de Xanxerê desta quarta-feira (08), o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL de Xanxerê, Juliano Marció, representando os 550 associados da entidade, usou a tribuna para apresentar os problemas enfrentados, onde já são verificados casos de demissões em empresas e indústrias, sendo fundamental o apoio dos representantes políticos nas reivindicações do comércio local.

Foi elaborado um documento junto com Associação Empresarial de Xanxerê – ACIX e outras entidades patronais. Pedem apoio e solicitam aos vereadores para usarem seus contatos para que isso chegue ao governador do estado, os deputados e senadores.

”Venho trazer os principais problemas enfrentados em relação ao comércio local e o desejo é de que se abram as portas, respeitando o momento de emergência de saúde pública decorrente do Coronavírus. Podemos atender a comunidade com o afastamento e redução de aglomerações, levando em conta a questão de higiene e para que possamos com o passar do tempo retornar com as nossas atividades”, afirmou Juliano Marció.

Considerou prematuro o fechamento do comércio em geral e indústrias em Xanxerê e no estado, sendo que muitos não conseguirão manter em dia todos os pagamentos a serem efetuados. Preocupa o prazo, ou seja, a demora para retornar à normalidade da economia.

”Peço que os vereadores façam contato com as demais lideranças, pois não temos a certeza de que será liberado na próxima segunda-feira, e isso está acabando com o planejamento de muitos. Qual a contrapartida que este governo está trazendo na prevenção de vidas aqui em Xanxerê, entre verbas, mais novos leitos foram instalados ou o que foi feito?”, questionou o presidente da CDL.

O presidente da Câmara Municipal agradeceu a participação de Juliano Marció no momento da palavra livre. Destacou que neste momento tem que ter ação por parte do governo do estado, incluindo a liberação do comércio para evitar um colapso econômico de Xanxerê e de toda a região.

“A classe empresarial esteve reunida neste momento difícil, de insegurança, incertezas e ninguém sabe o que vai acontecer amanhã. Nosso comércio está fechado e elevando a questão social. Recursos repassados pelo setor público ficarão difíceis ou nem existirão. Falta orientação do estado, no cuidado com o Covid – 19. Por isso peço apoio dos colegas para subscrever e apoiar as entidades de Xanxerê, pensando no desenvolvimento do município”, reforçou Arnaldo Lovatel.

Sessão da Câmara abril