Dois novos suplentes assumem na Câmara de Vereadores

0
77

A sessão desta segunda-feira (04), da Câmara Municipal de Xanxerê, foi marcada pela posse de mais dois suplentes de vereadores. Ines Dalponte e Sergio José Brunetto assumiram as vagas dos vereadores Serginho Nunes e Alessandro Antoniolli, respectivamente, que se licenciaram para dar oportunidade para os suplentes assumirem.
Ines Dal Ponte é a quarta mulher a assumir uma cadeira na Câmara de Vereadores nesta legislatura. Durante o seu pronunciamento a vereadora destacou a importância de esquecer as cores partidárias e trabalhar pelo município de Xanxerê.

“Meu partido agora é Xanxerê. Agradeço a oportunidade dada pelo vereador Serginho, para que possa atuar por um tempo como vereadora em Xanxerê e pretendo acima de tudo representar de forma digna aqueles que me confiaram o voto. O povo do Monte Castelo, pode ficar tranquilo que procurarei representar o bairro da melhor maneira possível, bem como toda a comunidade xanxerense”, disse Ines.
Sergio Brunetto destacou a alegria de pela terceira vez estar assumindo uma cadeira no legislativo municipal.

“É uma alegria muito grande assumir novamente uma cadeira. Tenho projetos para o futuro de Xanxerê e pretendo priorizar ações na saúde. Pretendo durante os 30 dias aproveitar, muito bem, este espaço nos proporcionado pelo Alessandro Antoniolli. Já levantamos muitas bandeiras nas outras vezes que passamos pelo legislativo, mas uma em especial me deixa orgulhoso, que é o da preservação das águas no nosso município”, salientou Brunetto.

A posse dos novos vereadores foi parabenizada por todos os vereadores que fizeram uso da tribuna. Em especial o presidente da Câmara de Vereadores Sidinei Mesnerovicz que fez questão de deixar as portas do gabinete da presidência, abertas para os novos vereadores.
Das matérias em apreciação na sessão desta segunda-feira, apenas o Projeto de Lei Ordinária nº 15/2022 do Executivo que “Altera o Protocolo de Intenções do Consórcio Público denominado de Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento (ARIS), anexo da Lei nº 3.194/2010, e dá outras providências”, não foi a votação devido ao pedido de vistas feito pelo líder do prefeito Evandro Luiz Berto. As demais matérias foram todas aprovadas pelo plenário.